Locais a Visitar

Jardim Botânico do Faial

O Jardim Botânico do Faial está aberto ao público desde 1986. Com um polo central na freguesia dos Flamengos e um polo de altitude em Pedro Miguel, a sua missão está ligada à conservação e estudo da flora natural dos Açores, à divulgação científica e à educação ambiental.

Foi distinguido em 2011 pelo Turismo de Portugal com uma menção honrosa no prémio “Requalificação de projeto público”.

O Banco de Sementes dos Açores foi selecionado, em agosto de 2015, pela Botanic Garden Conservation International (BGCI) como um dos casos de estudo sobre conservação de sementes raras no âmbito do Global Seed Conservation Challenge.

Em junho de 2019, foi inaugurada a ampliação do Jardim Botânico que inclui o Orquidário dos Açores, onde é possível explorar uma magnífica coleção de orquídeas e respetiva exposição interpretativa, com uma série de factos e curiosidades sobre esta extraordinária família de plantas.

Ao visitar este Jardim, poderá conhecer as mais raras plantas dos Açores, as culturas agrícolas históricas, um belíssimo orquidário, uma coleção de plantas medicinais e aromáticas, assim como as principais plantas invasoras. A exposição permanente, dedicada à História Natural da Vegetação dos Açores, põe o arquipélago em destaque, como ponto de encontro de espécies de plantas únicas e de diferentes origens e idades biológicas, ao mesmo tempo que explica o surgimento de espécies e comunidades vegetais que apenas aqui ocorrem e a necessidade de preservar um tesouro único e frágil como um legado para o futuro.

A coleção do Orquidário é composta por uma grande variedade de espécies e híbridos de orquídeas, organizados segundo as suas preferências ambientais. Para isso foram criadas várias áreas com diferentes condições: duas estufas quentes, para o cultivo de orquídeas de zonas tropicais e duas áreas ensombradas bem como uma área de rua, para o cultivo de orquídeas de zonas temperadas.

Este espaço foi criado de raiz pela equipa do Jardim Botânico do Faial, em parceria com a empresa Agrozende, no sentido de criar as melhores condições possíveis para o desenvolvimento destas plantas. A sua manutenção é efetuada diariamente, por pessoal técnico, que cuidam das plantas e do espaço de modo a garantir a sua continuidade.