Locais a Visitar

Ermida das Almas - Império do Canto

Os impérios são edifícios destinados à exposição de elementos do culto do Espírito Santo, nomeadamente a coroa, o estandarte e as varas.

Construída no séc. XVIII pertenceu à família Cunha da Silveira tendo sido restaurada, em 1874, por José Pereira da Cunha da Silveira. Deixou de estar aberta ao culto, em 1912, sendo atualmente propriedade do Império do Espírito Santo do Canto que a utiliza para guardar as insígnias devotas ao Espírito Santo: coroa, bandeja, cetro, estandarte e varas. As Irmandades do Espírito Santo asseguram a continuidade do culto do Espírito Santo que foi trazido para os Açores pela Ordem dos Franciscanos, em meados do séc. XVI. As festas do Espírito Santo, que ainda hoje se realizam em São Jorge com grande intensidade, começam no domingo a seguir à Páscoa prolongando-se até ao domingo da Trindade. São um tempo de especial importância na vida social da comunidade que coincide com a chegada da Primavera. No séc. XVI, nas proximidades da ermida das almas esteve uma das mais antigas ermidas edificadas na ilha, ermida de Santo Antão, no entretanto demolida, na segunda metade do séc. XIX.

No fim de semana do Espírito Santo, realiza-se o arraial do império do Canto, com atuação de uma filarmónica; bazar e arrematações de produtos locais. Encontra-se exposta a coroa do Espírito Santo num réplica de império feita em madeira em local de destaque, e são também distribuídas as esmolas no sábado e os tradicionais bolos de véspera no domingo ( bolos redondos e achatados, com uma consistência bastante dura com marcas feitas por chavões, que antigamente identificavam as casas mais abastadas).